A SERIEDADE venceu o menosprezo! - Goiás Esporte Clube - Eu Sou Goiás

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

A SERIEDADE venceu o menosprezo!


O Professor Graciano Arantes é uberlandense radicado em Goiás, músico, representante comercial, zagueiro - co-fundador do Moxé Futebol Clube / Campeão da II Liga Esmeraldina de Futebol Society, papai da Lis, amigo do André, hantyo, bicicleteiro e blogueiro!



A SERIEDADE venceu o menosprezo!

Sim companheiro esmeraldino! O título do texto é o resumo da partida. O Goiás abusou da boa sorte em dose dupla: 
1 – Atuou todo o segundo tempo com um jogador a mais em campo;
2 – Abriu o placar em gol de craque do lateral Vitor; 

No primeiro tempo o Fluminense se apresentou claramente mais qualificado tecnicamente, mas, encontrando dificuldades para finalizar as jogadas.  
Do outro lado, um Goiás relativamente tranquilo e conseguindo se segurar na partida, porém, sem ofensividade alguma. O coitado do Araújo se viu sozinho na função em que normalmente divide com Walter nas armações das jogadas. Vitor amarrado na marcação e Neto Baiano sem função alguma, pois a bola não chegava em seus pés. 

Enderson errou na escalação logo de cara colocando o Dudu cearense no banco, ainda mais sem a presença de Walter que costuma buscar jogo e sempre é opção para o meio campo passar a bola.
Hoje, a única jogada que tínhamos era tomar o brinquedo do adversário e devolvê-lo com muito “carinho”. Em momento algum ofendemos o time carioca. Puxa vida! Quanta dependência de um só jogador para criar! Só tínhamos a defesa, e muito bem postada com Ernando e Rodrigo, muito bem protegida pelos volantes Thiago Mendes e Valmir Lucas. 

Os cariocas praticamente só atacavam pela direita, em cima da avenida WM! O Verde muito bem aplicado taticamente só lhe oferecia espaço em cima do nosso fraco lateral esquerdo. Pelo nosso lado direito, estávamos praticamente zero em presença. 

Quando o agressor tricolor foi expulso a minha sensação era de alívio! Ganhamos ali, uma boa oportunidade para pelo menos “garantirmos” o empate fora de casa. Mesmo assim, o Verde não conseguia nada, pois não tinha o que fazer, só contava com “peão” em campo. 

Enquanto isso, o adversário, com seriedade e humildade se ajeitou, e, mesmo com dez homens em campo, parecia estar mais próximo do gol. Quando começou a nos pressionar, tomou o gol. Um gol que nenhum esmeraldino consciente da limitação de seu time acreditava. 

O único jogador que podia dar algo foi lá e fez uma linda jogada, passando por três marcadores e concluindo como um verdadeiro matador! Me lembrou Romário em seus dias de glória!
A alegria acabou aí. 

Tomamos a virada. 
Nada surpreendente, pois não tínhamos ataque presente, nem meio que cria, nem laterais que participam. 


Cá entre nós:
- Ah! Se tivéssemos um bom jogador no lugar de WM e um meia diferenciado!!! 
- Renan tomou o terceiro amarelo. Não precisava né cara!
- ABRA A MÃO DIRETORIA!!! ESTAMOS NA SÉRIE A, PORRA!!!



Professor Graciano Arantes