Começa trabalho de instalação de cadeiras no Serra Dourada | Eu Sou Goiás
Notícia
Carregando...

Começa trabalho de instalação de cadeiras no Serra Dourada

Gabarito de onde serão afixadas as novas cadeiras do Serra Dourada
Divulgação - Estádio Serra Dourada



Estádio Serra Dourada - Com o objetivo de oferecer mais conforto ao público que comparece aos eventos realizados em suas instalações, especialmente os jogos de futebol, a Administração do Estádio Serra Dourada deu início ao trabalho de instalação de 10 mil cadeiras rebatíveis em parte do seu antigo setor de arquibancadas. A empresa vencedora da licitação tem prazo de 90 dias para concluir o serviço.


Trabalhadores trabalham instalando novas cadeiras no Serra Dourada
Funcionários da empresa vencedora da licitação
iniciando o processo de instalação


As novas cadeiras são do modelo Berlin, rebatíveis e com resistência à ação de clima e de vandalismo, agüentam muito peso e pressão sobre elas, resistindo bem no caso de uso indevido, como, por exemplo, pessoas em pé sobre elas. Contudo, o estádio manterá bastante espaço para o público que prefere assistir às partidas em pé, como é o caso das chamadas “torcidas organizadas”.

O setor de arquibancadas que está recebendo as cadeiras é o que fica na ala oeste do estádio, diretamente abaixo do setor de cadeiras original e das cabines de imprensa e comunicação. Mas a instalação do novo equipamento vai se estender, também, pelas arquibancadas localizadas atrás de ambos os gols, até onde começam as arquibancadas cobertas da ala leste, onde tradicionalmente ficam as torcidas organizadas.

“Nosso objetivo é dar mais conforto aos freqüentadores do Serra Dourada. As novas cadeiras são apenas uma parte do que deverá ser feito. Uma grande mudança vem por ai”, explica Izabella Maia, gerente do estádio. Essa grande mudança será uma ampla reforma que o Governo de Goiás, proprietário do Serra Dourada, pretende fazer, adequando o equipamento ao conceito de “arena”.












Estádio Serra Dourada
Partilhar no Google+

Eu Sou Goiás

Postar um comentário