Universo Goiânia supera o Palmeiras e conquista primeira vitória em solo goiano na história do NBB | Eu Sou Goiás
Notícia
Carregando...

Universo Goiânia supera o Palmeiras e conquista primeira vitória em solo goiano na história do NBB

Lacerda, do Goiânia
Randes Nunes - Divulgação


Universo Goiânia Basquete - O Universo/Goiânia protagonizou um fato memorável, na noite desta quinta-feira. Ao vencer uma verdadeira guerra contra o Palmeiras/Meltex, decidida apenas nos segundos finais, por 81 a 77, a equipe comandada por Márcio Andrade conquistou seu primeiro triunfo em solo goiano na história do NBB, no Ginásio Rio Vermelho, em Goiânia (GO).

Os heróis do eletrizante duelo foram o ala Diego Pinheiro, cestinha do confronto com 24 pontos, seguido pelo ala uruguaio Emílio Taboada, que ficou a um rebote de um duplo-duplo ao anotar 18 pontos e nove sobras. Já do lado do alviverde imponente, o destaque ficou por conta do ala norte-americano Tyrone Curnell, autor de um expressivo duplo-duplo de 22 pontos e 13 rebotes. Além do camisa 88, o pivô Marcão e o armador Neto também se sobressaíram, com 17 e 15 pontos, respectivamente.

Além de entrar para a história como primeiro resultado positivo em terras goianas, a vitória desta quinta-feira fez com que o Goiânia chegasse ao seu quarto triunfo em oito jogos no NBB (50% de aproveitamento) e ultrapassasse o próprio Palmeiras na tabela de classificação. Agora, os comandados de Márcio Andrade ocupam a sétima colocação, enquanto o clube de Palestra Itália ficou na nona posição.

“Jogamos bem e principalmente tivemos um segundo tempo com um bom desempenho. A equipe teve dois momentos distintos, demoramos a nos encontrar, mas depois conseguimos marcar por zona e tirar a diferença provocando erros do Palmeiras. Melhoramos nos rebotes e depois controlamos a partida. Jogamos com muita dedicação, nos superamos e nos momentos adversos tivemos cabeça e isso fez a diferença”, disse o técnico Márcio Andrade.


O duelo começou parelho, mas com leve superioridade para os goianos nos primeiros minutos (10 a 4). Aos poucos, o Palmeiras foi se reencontrando no jogo e tirando a diferença, na maioria das vezes liderado pelo jovem armador Thyago Aleo. Os visitantes chegaram a virar o jogo em duas oportunidades, mas no ataque seguinte, Goiânia estragava a festa e logo retomava a liderança no placar. Mas no minuto final do primeiro quarto, uma bola de 2 pontos de Marcão deu a vitória parcial aos alviverdes ao final da etapa inicial (19 a 17).

A segunda parcial foi mais truncada, e os primeiros pontos foram sair apenas depois de três minutos jogados (19 a 19). A agremiação da Região Centro-Oeste conseguiu retomar a frente do jogo (23 a 21), mas por pouco tempo, pois o clube de Parque Antártica ficou novamente com a ponta (24 a 23). A partir deste momento, os dois times chegaram a revezar na liderança do placar, mas a grande atuação de Tyrone Curnell deixou os palmeirenses com sete pontos de vantagem (36 a 29), no minuto final. Uma bola de 3 pontos no último segundo de Diego Pinheiro reduziu um pouco a diferença em favor dos paulistas, que no encerrar do segundo quarto, foi de 36 a 32.

Com sete pontos consecutivos do pivô Marcão e uma bola de 3 do armador Neto, o Palmeiras conseguiu ficar com nove pontos de frente (46 a 37). O camisa 11 seguiu impossível e, com ele no comando, o clube da capital paulista ficou com sete tentos de diferença até o final do terceiro quarto (48 a 41). Quando ninguém esperava, Goiânia deu um ‘sprint’ no final da parcial que lhes renderam a liderança do placar. Através de um incrível 9 a 0 nos dois últimos minutos, a equipe comandada por Márcio Andrade foi para os dez minutos final do confronto na frente, por 50 a 48.

Para se manter na frente, Goiânia contou com a liderança do ala Diego, que registrou oito dos primeiros 12 pontos dos anfitriões no período final, porém, mesmo com o bom momento do camisa 5 adversário, o Palmeiras empatou tudo e colocou fogo no jogo (62 a 62). Ao ter sua vitória ameaçada, a equipe do Estado de Goiás tratou de abrir quatro tentos de vantagem para ficar mais tranquilo no duelo (66 a 62).

O time da Região Sudeste tratou de cortar o prejuízo para dois pontos (67 a 65), com dois minutos para o fim. A partir daí, o confronto ficou estudado e cadenciado e as duas equipes tomaram muito cuidado com suas decisões. Uma cesta seguida de falta e um lance livre convertido mais uma bola de 3 do armador Rafinha no ataque seguinte deixaram o Goiânia com sete tentos de frente (73 a 66), o que praticamente sacramentou a vitória dos donos da casa.

Praticamente. Na mesma moeda, com uma bola de 3 pontos de Neto e uma cesta seguida de falta de Tyrone Curnell, o Palmeiras reduziu a diferença para apenas um ponto e novamente deu tons dramáticos à partida (73 a 72), há um minuto para o fim. No ataque seguinte, Diego deixou os goianos com três tentos de vantagem novamente (75 a 72), mas Curnell não deixou os adversários comemorarem muito tempo e logo devolveu dois pontos (75 a 74).

O duelo entre Diego e Curnell continuou, e o atleta da equipe da casa sofreu uma falta de seu rival e foi para a linha dos lances livres. O camisa 5 mostrou tranquilidade e deixou o Goiânia com três pontos de vantagem (77 a 74). Com dez segundo para acabar o jogo, Tiagão acertou uma bola de 2 pontos e novamente colocou os alviverdes na cola dos goianos (77 a 76).

Após desperdiçar seu ataque, os goianos viram o armador palmeirense Thyago Aleo ter a chance de virar o jogo com dois lances livres, com oito segundo para acabar. O atleta converteu apenas um e empatou o jogo (77 a 77). No lance seguinte, foi a vez do ala/pivô do time goiano Fernando Mineiro sofrer uma falta e partir para os arremessos livres. O experiente jogador não sentiu a pressão e colocou lá dentro as duas bolas (79 a 77). Desesperado em busca do resultado, o Palmeiras não aproveitou seu ataque e o Goiânia ficou com a bola novamente, sofrendo mais uma falta. Emílio Taboada converteu mais dois lances livres e deu números finais a partida (81 a 77).






Classificação


Pts.
Aprov.
Jogos
V
D
Pró
Contra
Avg.
#01Limeira LIMLimeira14100.07705634451.27
#02FLAMENGO-ESCUDO FLAFlamengo1475.08626315701.11
#03Pinheiros PINPinheiros1566.79637457510.99
#04Paulistano PAUPaulistano1362.58536226131.02
#05Logo São José SJOSão José1157.17435745701.01
#06LogoMogi MOGMogi das Cruzes1455.69547556741.12
#07Universo GOIGoiânia LDB1250.08446006400.94
#07LogoMascoteUnitriUniverso UBEUberlândia1250.08446606511.01
#07Minas MINMinas950.06334424231.05
#10Palmeiras PALPalmeiras1344.49456807160.95
#11Brasilia BRABrasília1042.97345835681.03
#12bauru BAUBauru740.05234044120.98
#13Macae MACMacaé Basquete1137.58356426171.04
#13Franca FRAFranca1137.58355966360.94
#15Espirito Santo Basquketball ESBEspírito Santo833.36244084890.83
#16Liga-Sorocabana LSBLiga Sorocabana1025.08266036760.89
#17Basquete Cearense CEABasquete Cearense1122.29276907470.92
  • Aprov.: Aproveitamento
  •  
  • Pts: Pontos
  •  
  • V: Vitórias
  •  
  • D: Derrotas
  •  
  • Pró: Cestas pró
  •  
  • Contra: Cestas contra
  •  
  • Avg: Average
  • Quartas de final
  •  
  • Oitavas de final









Liga Nacional de Basquete

Partilhar no Google+

Eu Sou Goiás

Postar um comentário