Goiás aparece em oitavo lugar, entre os dez clubes brasileiros que mais lucraram em 2012 | Eu Sou Goiás
Notícia
Carregando...

Goiás aparece em oitavo lugar, entre os dez clubes brasileiros que mais lucraram em 2012

Lista dos dez clubes com mais lucro em 2012 - 1 a 5 (Foto: Reprodução)
SporTV

O futebol brasileiro vive uma fase de melhoria e profissionalização na administração dos clubes. Prova disso é que, em 2012, dez deles terminaram o ano tendo lucro, com destaque para Atlético-PR e Palmeiras, que ficaram no topo da lista. Os paranaenses foram os líderes disparados no quesito, com R$ 123 milhões. Já os paulistas lucraram R$ 32 milhões, seguidos do Grêmio, com R$ 28 milhões.


Para o jornalista Lucas Amorim, além das boas administrações, as construções dos novos estádios tiveram forte impacto nos números apresentados por estes clubes. Para ele, em 2013 o valor deve diminuir, mas, bem administradas, as instituições devem manter-se superavitárias. Lucas destacou o alto número de times - 10 no total - que tiveram saldo positivo em suas contas.

- Vale um adendo nessa lista. Atlético-PR e Palmeiras são os dois primeiros que tiveram receitas extraordinárias ano passado com os estádios novos que estão construindo e que jogaram boa parte desta receita extraordinária em 2012. Então o lucro do Atlético-PR, que é bem administrado, é fora dos padrões e o clube terá um lucro mais modesto este ano, assim como o Palmeiras. Os estádios deram uma turbinada, mas o fato de ter dez clubes no azul é inédito no futebol brasileiro - declarou, durante o "Redação SporTV".
Quarto clube brasileiro com maior lucro em 2012, o Santos foi elogiado pelas mudanças iniciadas com a criação do comitê gestor, que permitiu maior agilidade na tomada de decisões.

- Essa questão do comitê gestor do Santos é interessante, porque começou há quatro anos, muito antes do Flamengo. Um dos dirigentes do Santos é o Álvaro de Souza. Ele disse que chegou em uma situação delicada no Santos, que se repete em outros clubes, que é que o Conselho de Administração quem tomava as decisões do clube. São 200, 300 conselheiros, cada um com seu interesse, diversos grupos, cada um remando para um lado, e é difícil tomar decisões dessa forma. O que o Santos fez foi mudar o estatuto, e as situações do dia a dia passaram a ser tomadas pelo conselho gestor. Esses 200, 300 conselheiros continuam decidindo as questões menos urgentes. Orçamento do ano que vem, reforma do estádio, mas questões do dia a dia é com o comitê gestor. Isso agiliza muito. Quando o comitê gestor entrou no Santos, tinha 30 diretores não remunerados. Tinha até diretor de banquete.  Não eram remunerados, mas todos eles tinham participação nos bastidores. Hoje o Santos tem dois diretores remunerados - afirmou Lucas Amorim.
Na questão da venda de Neymar, o jornalista disse que a pressão sofrida pela diretoria do Santos partia dos dois grupos de investidores que tinham direitos econômicos sobre o jogador. Caso o contrato terminasse, ninguém receberia nada.


- No caso do Neymar tem outros atores no jogo, que são os investidores do Neymar. Dois fundos tinham participação nos direitos econômicos do Neymar, e se termina o vínculo, estes investidores não ganhariam nada. É interessante que se o Santos segurasse o Neymar mais um ano, ganharia alguma coisa dentro de campo. O Santos teria um ganho esportivo. Os investidores não teriam nada. A diretoria do Santos sofreu uma pressão muito grande para, de fato, negociar e dar um retorno aos investidores - concluiu.


Confira a lista dos dez clubes brasileiro que mais lucraram em 2012:

1 - Atlético-PR - R$ 123 milhões
2 - Palmeiras - R$ 32 milhões
3 - Grêmio - R$ 28 milhões
4 - Santos - R$ 15 milhões
5 - Internacional - R$ 12 milhões
6 - Corinthians - R$ 7,5 milhões
7 - Portuguesa - R$ 1,5 milhão
8 - Goiás - R$ 1,4 milhão
9 - São Paulo - R$ 800 mil
10 - Vitória - R$ 200 mil




SporTV - RJ


Partilhar no Google+

Eu Sou Goiás

Postar um comentário