Walter comanda virada diante do Camaleão, e Goiás avança para final | Eu Sou Goiás
Notícia
Carregando...

Walter comanda virada diante do Camaleão, e Goiás avança para final

Goiás x Aparecidense - Campeonato Goiano - Semifinal (Foto: Cristiano Borges / O Popular)
Foto: Renato Conde - O Popular


Com três assistências e um gol, atacante lidera time no 4 a 1 contra a Aparecidense, e Verde faz decisão com Dragão pela terceira vez seguida.

Walter levou apenas 30 minutos para mostrar o quão decisivo é para o Goiás e afastar a possibilidade da zebra que rondava o clube desde o último dia 24. Com três assistências e um gol, o artilheiro esmeraldino deu o ritmo da virada alviverde diante da Aparecidense, neste domingo, pelo segundo jogo da semifinal do Goianão. O Verde venceu o Camaleão por 4 a 1 e agora fará, pela terceira vez seguida - a sexta nos últimos oito anos - enfrentará o Atlético-GO na decisão do Estadual.


Enderson Moreira surpreendeu os torcedores e escalou a equipe com três zagueiros. Valmir Lucas entrou na vaga de Renan Oliveira para anular as investidas de Eduardo Arroz pela esquerda, o que não diminuiu a postura ofensiva do Goiás. Entretanto, Washington surpreendeu os alviverdes ao abrir o placar, ainda na primeira etapa, para a Aparecidense.


Porém, Walter usou os 30 primeiros minutos do segundo tempo para dar passes para Eduardo Sasha, Thiago Mendes e Dudu Cearense, e ainda marcar o seu gol e comandar a virada do Goiás. A primeira partida da decisão contra o Atlético-GO será no próximo domingo, dia 12, no Serra Dourada.


Washington aumenta a apreensão dos esmeraldinos

Se no primeiro duelo Eduardo Arroz fez a diferença para a Aparecidense, neste domingo foi diferente. Enderson Moreira escalou a equipe com três zagueiros e colocou Valmir Lucas firme pelo lado direito de sua defesa para segurar o lateral. Ao contrário do que se pode esperar de uma equipe com tal formação, o Goiás foi incisivo no ataque. O Esmeraldino mantinha a posse de bola e era agudo na frente. No entanto, o Verde só conseguia chegar à área de Pedro Henrique com cruzamentos ou na bola parada.


Desta forma o Goiás conseguiu balançar as redes. Aos 13 minutos, William Matheus cobrou falta da direita, e Walter testou para o fundo do gol. No entanto, Wilton Sampaio marcou uma falta de Ramon no lance e anulou o tento, mantendo a agonia dos esmeraldinos. A frustração pelo lance não diminuiu o ímpeto dos alviverdes, que continuavam insistindo nos levantamentos na área. Em uma das únicas vezes que conseguiu variar a jogada, o Goiás quase abriu o placar.


Aos 25 minutos, Thiago Mendes foi lançado pela direita. O volante driblou Pedro Henrique e chutou com pouca força, suficiente para que Johnathan alcançasse a pelota e a tirasse da rota do gol. A Aparecidense apostava na marcação forte e nos rápidos contra-ataques, mas pouco ameaçou Renan. Entretanto, foi eficiente como dez dias atrás e ampliou a apreensão e o nervosismo do Goiás ao marcar um gol, no mínimo, polêmico.




Aos 33 minutos, Anderson Paim lançou Abuda pela direita e a bola saiu pela linha de fundo. A arbitragem viu desvio de William Matheus no lance, e marcou escanteio. Na cobrança, Washington aproveitou a sobra e, com um belo chute de esquerda, colocou a bola no ângulo esquerdo de Renan, um golaço: 1 a 0 Aparecidense. A ansiedade esmeraldina aumentou ainda mais com a desvantagem. Walter ainda acertaria a trave em uma de suas ótimas cobranças de falta, mas não conseguiu amenizar a situação para o Verde.


Walter faz a diferença

Foram necessários 30 segundos para o Goiás mostrar que a realidade da partida mudaria. Com um chute cruzado, Walter quase abriu o placar. Cinco minutos depois ele obrigou Pedro Henrique a fazer uma ótima defesa após cobrança de falta. Se finalizando estava difícil, o atacante ‘preferiu’ ser decisivo com outra função. Aos 13 minutos, o camisa 18 do Verde recebeu passe de Vítor, fez o pivô e acionou Eduardo Sasha pela direita. O jovem meia entrou na área e chutou na saída de Pedro Henrique: 1 a 1.


O gol incendiou o Goiás, e o semblante dos jogadores da Aparecidense já era de quem aguardava o pior, que não demorou a acontecer para os donos da casa. Dois minutos depois do empate, Walter apareceu novamente ao rolar para Thiago Mendes, que arriscou de longe. A bola desvio no meio do caminho e enganou o goleiro do Camaleão, e balançou as redes da Aparecidense: 2 a 1, e o Goiás já se garantia na final.


Mas o Esmeraldino não estava disposto a fazer apenas o suficiente. Walter não queria apenas assistências. Com futebol intenso e rápido, o Verde não dava espaços para a Aparecidense. Aos 19 minutos, William Matheus cobrou escanteio, e Abuda desviou a bola com a mão. Pênalti marcado e convertido por Walter, que confirmou de vez a vaga na decisão para o Verde, e a sua importância na equipe.


Ainda sobraria tempo para o artilheiro alviverde voltar a dar alegria aos esmeraldinos. Aos 29 minutos, o atacante ‘vestiu’ a camisa 10 e lançou, do meio-campo, para Dudu Cearense, que acabara de entrar na partida, chutar de primeira no canto direito de Pedro Henrique, e selar a classificação esmeraldina: 4 a 1.


APARECIDENSE 1 X 4 GOIÁS
Pedro Henrique; Johnathan (Claitinho), Márcio Santos, Murilo e Anderson Paim; Jeferson, Abuda (Guilherme), Renato Xavier, Eduardo Arroz e Washington; Diego Lira (Rodriguinho).  
Técnico: Wladimir Araújo


Renan; Ernando, Rodrigo (Renan Oliveira), Valmir Lucas; Vítor, Amaral, Thiago Mendes, Ramon (Neto Baiano), Eduardo Sasha (Dudu Cearense) e William Matheus; Walter.
Técnico: Enderson Moreira


Gols: Washington 33' 1ºT (Aparecidense) / Eduardo Sasha 13' 2ºT, Thiago Mendes 15' 2ºT, Walter 20' 2ºT, Dudu Cearense 29' 2ºT (Goiás)

Cartões Amarelos: Abuda, Murilo (Aparecidense) / Eduardo Sasha, Ernando (Goiás)

Local: Estádio Aníbal Batista de Toledo, em Aparecida de Goiânia. Competição: Campeonato Goiano (semifinal). 

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa). Assistentes: Márcio Soares e Tiago Gomes. Público:  pagantes. Renda: R$



Fonte: Globoesporte - Goiânia
Partilhar no Google+

Eu Sou Goiás

Postar um comentário